Estamos começando a falar de verão, calor, alimentação e SOL.

E quando falamos de SOL não podemos deixar de falar de CÂNCER DE PELE , um dos tipos de tumores mais frequentes.
E como muitos deles podem ser evitados se algumas medidas de prevenção forem aplicadas em tempo, achamos importante alertar sobre isso.

O câncer de pele é um aumento incontrolável de células cutâneas anormais. Se não forem verificadas, essas células cancerosas poderão se espalhar da pele para outros tecidos e órgãos. Existem três tipos de câncer de pele: carcinoma basocelular, espinocelular e melanoma e apesar de qualquer pessoa poder ter câncer da pele, aquelas de pele, olhos e cabelos claros devem redobrar os cuidados, afinal essas sempre se queimam e nunca se bronzeiam.

862_1498-Cancer-de-Pele[1]

Ruivos, portadores de “sardas”, pessoas que se expõem ao sol por muito tempo ou os que possuem história familiar de tumor na pele também fazem parte do grupo de risco.

  • O carcinoma basocelular se origina do crescimento anormal de células na camada mais profunda da epiderme e é o tipo mais comum de câncer de pele.
  • O carcinoma de células escamosas se refere a alterações nas células presentes na camada central da epiderme.
  • O melanoma ocorre nos melanócitos (células que produzem pigmento) e é menos comum do que o carcinoma basocelular e o carcinoma de células escamosas, porém, é o tipo mais perigoso. É a principal causa de morte decorrente de doenças de pele.

COMBAT~1[1]Sinais precoces*Crescimento na pele de aparência elevada e brilhante, translúcida, avermelhada, castanha, rósea ou multicolorida.
* Uma “pinta” preta ou acastanhada que muda sua cor, textura, torna-se irregular nas suas bordas e cresce de tamanho.
* Uma “mancha” ou ferida que continua a crescer apresentando coceira, crostas, erosões ou sangramento.
* Assimetria: metade da área anormal da pele é diferente da outra metade
* Bordas: bordas irregulares
* Cor: varia de uma área para outra com tonalidade bronzeada, marrom ou preta (às vezes branca, vermelha e azul)
* Diâmetro: geralmente (mas nem sempre) maior que 6 mm de tamanho (o diâmetro de uma borracha de lápis)
* Qualquer formação na pele com sangramento ou que não cicatrize

 

Causas
A radiação ultravioleta é a principal responsável pelo desenvolvimento do câncer da pele. Ela se encontra nos raios solares e nas cabines de bronzeamento artificial.
A exposição excessiva e prolongada ao sol contribui não só para o risco no desenvolvimento do câncer como também no envelhecimento precoce da pele.
É importante lembrar que o efeito da radiação ultravioleta é cumulativo, ou seja, mesmo depois de parar de se expor ao sol, as alterações da pele podem se manifestar anos depois.
Além da radiação solar outros fatores como raios X e certas substâncias químicas podem levar ao câncer da pele.

 

MELANO~1[1]Prevenção*Examinar sua pele regularmente e reconhecer sinais precoces de tumor.
* Proteger-se dos raios solares através do uso de roupas e/ou filtros solares adequados. Não se esqueça que a radiação solar é mais intensa entre 10 horas da manhã e 3 horas da tarde”.
* Não é aconselhada a prática de bronzeamento artificial.